01 novembro 2009

ABERTURA DO SHOW DO TOM ZÉ 23/10/2009


Nelson Velloso (ou borbonhoca!) , Guarulhos, 2009. (FOTO DO TALENTOSÍSSIMO LEO ELOY)

Cia Brancaleone de Teat(r)o

Declaração do Riso da Terra

Quando os deuses se encontraram
E riram pela primeira vez,
Eles criaram os planetas, as águas,
o dia e a noite.
Quando riram pela segunda vez,
criaram as plantas, os bichos e os homens
Quando gargalharam pela última vez,
eles criaram a alma.
(de um papiro egípcio)

Palhaços do mundo uni-vos!

Vivemos um momento em que a estupidez humana é nossa maior ameaça.
Palhaços não transformam o mundo, quiçá a si mesmos.

E nós, palhaços, tontos, bufões, que levamos a vida a mostrar toda essa estupidez, cansamos.

O palhaço é a expressão da alegria, o palhaço é a expressão da vida no que ela tem de instigante, sensível, humana.
Alegria que o palhaço realiza a cada momento de sua ação, contribuindo para estancar, por um momento que seja, a dor no planeta Terra.
O palhaço é a única criatura no mundo que ri de sua própria derrota e ao agir assim estanca o curso da violência.

OS PALHAÇOS AMPLIAM O RISO DA TERRA.
Por esse motivo, nós, palhaços do mundo, não podemos deixar de dizer aos homens e mulheres do nosso tempo, de qualquer credo, de qualquer país:

CULTIVEMOS O RISO.
Cultivemos o riso contra as armas que destroem a vida.
O riso que resiste ao ódio, à fome e às injustiças do mundo.
Cultivemos o riso. Mas não um riso que discrime o outro pela sua cor, religião, etnia, gostos e costumes.

CULTIVEMOS O RISO PARA CELEBRAR AS NOSSAS DIFERENÇAS.
Um riso que seja como a própria vida: múltiplo, diverso, generoso.
Enquanto rirmos estaremos em paz.

CARTA DA PARAÍBA - João Pessoa, 2 de dezembro de 2001
Declaração do Riso da Terra, documento gerado no "Riso da Terra", realizado em João Pessoa. O festival que reuniu palhaços de várias partes do planeta foi idealizado, produzido e dirigido pelo PALHAÇO XUXU (a sua benção, Mestre!) -- o ator e diretor Luiz Carlos Vasconcellos.
o Leo pegou o texto daqui : www.alfarrabio.org/index.php?itemid=2180

o fotografo talentosissímo tá devendo as outras fotos pra gente fazer a divulgação aqui no blog...mostrando as atuações brilhantes e revolucionárias de Jubaléia (Ana Morales), Minholetta (Kaline Kloster), Churumella (Victor Di Beo) Miloka (Milena Moura) e A Nã Mosqueteira (Aimê Kloster Velloso)...e quem quiser conhecer mais a fundo o trabalho fotografico dele basta clicar aqui do lado no nosso blog na sessão LINKS MUITO BACANAS em leo eloy grande fotografo e músico, e aí você ferá muitos dos seus trabalhos...evoé Leo!!!cabe também nossos agradecimentos pela ousadia, perseverança e luta as Camaradas e aos Camaradas do Sinpro Guarulhos que estão sempre ao nosso lado...evoé meu povo!!!

Um comentário:

ridiculice disse...

Existe uma

(uma)

dentre as milhares de possibilidades de que

num mesmo instante

todos os seres humanos da Terra estejam rindo.

Juntos.

Nesse instante não haverá exploração,

não haverá hierarquia,

não haverá preconceito,

ninguém sentirá fome nem sede nem frio,

não haverá guerra, não haverá solidão.

Esse instante será O instante.

...

Propomos então revolução pelo riso:

é nossa responsabilidade alcançá-lo,

ou, no mínimo, se aproximar dele

tanto quanto for possível.

Cuidado que ainda está quente!!

É um absurdo o tédio da vida moderna !!!
E nós resolvemos fazer um blog - ou seria um diário?- de galhofa para galhofeiros.
Dois pontos, entre outros, são difíceis nesta façanha:
Primeiro, a concorrência com o nosso maior plagiador "Cirque du Soleil" e segundo fazer galhofa num país onde ultimamente todo mundo se leva terrívelmente à sério.
Não! Não vamos desperdiçar seu "valioso tempo" narrando as desventuras desse esfarrapado exército contra o gigante deus do Mercado... pois você não entrou nesse diário - ou seria um blog? - para ouvir lamúrias e nem vamos achar que humor é coisa tão importante a ponto de derrubar o governo de Omã, se é que lá tem governo.
Queremos com esse diário-revista-jornal-blog-gibi apenas cutucar embaixo do braço do ser humano pra ver se o "infeliz" acorda !!

Ass: Brancaleone
Somos um exército de feios, sujos e esfarrapados...palhaços de um circo sem lona que tem o Sol, a Lua, a Chuva, a Rua, a Praça e o Povo... Que são espectAtores daquilo que realizamos...