15 dezembro 2008

MOMENTOS DA HISTÓRIA NADA CRONOLÓGICA DO BRANCALEONE

Este capítulo refere-se a um ensaio no salão de festas do ap da Fernanda...estavamos mentoando o espetáculo performáticoparabélico entitulado "A Cidade"...num dado momento do desgastante ensaio tivemos um longo lampejo de alegria...vejam como estas pessoas expressaram isso naquele momento...isso tudo nos idos de 2006.










como podem perceber este povo fica muito melhor com maquiagem e nariz...mas o que vale mesmo é essa alegria...

Um comentário:

ana disse...

êta coisa boa essas memórias...
e teve o dia das comidas também, foi mto bom!

e agora o Brancaleone tá com o pé na estrada! rumo ao litoral Norte de SP.
pra começar 2009 com a bola toda!
projetos e mais projetos, como a II ida ao Paraná (já estamos recebendo contribuições financeira, de brinquedos e doces), oficinas, apresentações no nosso Quintal, o clube de amigos-companheiros do Brancaleone,...

E se estiver na praia e ouvir dizer por aí sobre um palhaço e umas palhaças, corra pra ver também!

Grande abraço à todos!

Cuidado que ainda está quente!!

É um absurdo o tédio da vida moderna !!!
E nós resolvemos fazer um blog - ou seria um diário?- de galhofa para galhofeiros.
Dois pontos, entre outros, são difíceis nesta façanha:
Primeiro, a concorrência com o nosso maior plagiador "Cirque du Soleil" e segundo fazer galhofa num país onde ultimamente todo mundo se leva terrívelmente à sério.
Não! Não vamos desperdiçar seu "valioso tempo" narrando as desventuras desse esfarrapado exército contra o gigante deus do Mercado... pois você não entrou nesse diário - ou seria um blog? - para ouvir lamúrias e nem vamos achar que humor é coisa tão importante a ponto de derrubar o governo de Omã, se é que lá tem governo.
Queremos com esse diário-revista-jornal-blog-gibi apenas cutucar embaixo do braço do ser humano pra ver se o "infeliz" acorda !!

Ass: Brancaleone
Somos um exército de feios, sujos e esfarrapados...palhaços de um circo sem lona que tem o Sol, a Lua, a Chuva, a Rua, a Praça e o Povo... Que são espectAtores daquilo que realizamos...